Segunda, 29 de Novembro de 2021
35°

Pancada de chuva

Campo Maior - PI

Dólar
R$ 5,61
Euro
R$ 6,32
Peso Arg.
R$ 0,06
Polícia POLÍCIA

Policial que ameaçou atirar em advogado já havia sido preso por fraudar concurso

Ricardo Mezsquita, que está sendo acusado pela Ordem dos Advogados pelo crime de abuso de autoridade.

25/02/2021 às 22h04
Por: MARCELO BARROS Fonte: PORTAL DE CAMPO MAIOR
Compartilhe:
Policial que ameaçou atirar em advogado já havia sido preso por fraudar concurso

O policial Ricardo Araújo Mesquita, que sacou a sua pistola e ameaçou atirar no advogado campomaiorense Hartônio Bandeira dentro da delegacia de Pedro II, foi um dos presos durante a Operação Infiltrados deflagrada, em maio de 2017, para desarticular uma organização criminosa especializada em fraudes a concursos públicos.

A quadrilha é acusada de fraudar o concurso público de Agente de Polícia Civil realizado em 2012. Ao todo foram cumpridos 16 mandados de prisões preventivas contra policiais civis.

SOBRE A OCORRÊNCIA- O advogado Hartônio Bandeira disse que, na tarde dessa quarta-feira, 24.02, foi ameaçado pelo agente Ricardo ao entrar nas dependências do DP de Pedro II.  Segundo advogado, o policial saiu transtornado, informando que não o atenderia. “Foi ai que lembrei a ele que tinha prerrogativas para adentrar, conforme o Artigo 7º da lei 8.906/94”, recordou.

O advogado comleta: “Nesse momento ele saca a arma, diz que sou folgado e que vai atirar, mas o delegado o contém”.

A OAB-PI,(Ordem dos Advogados), emitiu nota de repúdio contra a ação policial e também pediu a rigorosa apuração dos fatos a fim de punir o policial Ricardo Mezsquita, que está sendo acusado pela Ordem dos Advogados pelo crime de abuso de autoridade.

Ele1 - Criar site de notícias